Escola de Formação Edith Stein

“A formação dos leigos e leigas precisa ser uma das prioridades da Igreja Particular, é ‘um direito e dever para todos’. Ela se torna mais efetiva e frutuosa quando integrada em um projeto orgânico de formação.” (CNBB 102, 92).

Santa Teresa Benedita da Cruz, OCD

O curso oferecido pela Escola de Formação Edith Stein NÃO é um curso acadêmico de Teologia ele é pensado para dar um suporte aos nossos formadores de forma que a linguagem que utilizaremos é familiar sem perdermos de vista a seriedade que um curso desse porte exige.

APRESENTAÇÃO DO CURSO

O curso oferecido pela Escola de Formação Edith Stein (EFES) NÃO é um curso acadêmico de Teologia, ele foi pensado para introduzir seus alunos nos temas básicos que compõem as quatro dimensões da formação no Carmelo Descalço, a saber, dimensão humana, doutrinária, carmelitana e espiritual.
Atualmente os módulos da EFES acontecem semestralmente, pelo período de um mês, com aulas virtuais, em três dias da semana, atingindo o público da Ordem dos Carmelitas Descalços Seculares (OCDS) e outras pessoas, externas à OCDS, interessadas em nossos cursos.

 

DA ESTRUTURA ORGANIZACIONAL


A Direção da EFES está diretamente vinculada à Comissão de Formação e tem por função garantir o cumprimento do Regulamento Interno da Escola, zelando pelo seu bom funcionamento. Compõe-se de um(a) Diretor(a), um(a) Vice-Diretor(a), um(a) Secretário(a) e um(a) Ecônomo(a). A Direção da Escola conta, ainda, com o trabalho de vários professores, leigos ou clérigos, de comprovada formação na área em que atuam e clara competência pedagógica, para o desenvolvimento de seus projetos.

Para este triênio (2019-2022), a Direção da Escola está assim formada:


Diretora da EFES: Mônica Dodt


Vice-Diretor da EFES: Artur Viana


Secretária: Cláudia Maria Rodrigues Pinto


Tesoureiro: Gerardo Fernandes Coelho Filho

“O propósito da formação é a preparação de indivíduos inspirados pelo Espírito Santo a viver uma vida espiritual de acordo os princípios da espiritualidade dos Carmelitas Descalços”.

(Ratio Institutionis da Ordem Secular, art. 06)