Evangelho orado – Segunda-feira da XXV Semana do Tempo Comum

Evangelho orado – Segunda-feira da XXV Semana do Tempo Comum

19 de Setembro de 2022
Segunda-feira da XXV Semana do Tempo Comum
Texto Orante: Centro de Iniciativas de Pastoral de Espiritualidade
CIPE

Motivação

Entre na intimidade para a qual lhe convida Jesus. Contempla. agradeça, surpreenda-se.
Ame e que o amor lhe ajude a descobrir sua semelhança com a Trindade. Comprometa-se, participe também na história de amor com que Deus quer encher de vida o mundo.
O amor de Deus tudo abrange, tudo ilumina, tudo penetra.
Estou, com meus irmãos, no centro de seu coração.
Obrigada, Senhor!

Evangelho de São Lucas 8, 16-18

Naquele tempo, disse Jesus à multidão: “Ninguém acende uma lâmpada para cobri-la com uma vasilha ou colocá-la debaixo da cama; ao contrário, coloca-a no candeeiro, a fim de que todos os que entram vejam a luz. Com efeito, tudo o que está escondido deverá tornar-se manifesto; e tudo o que está em segredo deverá tornar-se conhecido e claramente manifesto. Portanto, prestai atenção à maneira como vós ouvis! Pois a quem tem alguma coisa, será dado ainda mais; e àquele que não tem, será tirado até mesmo o que ele pensa ter”.

Comentário Orante

Jesus é luz, é a luz do mundo. Mas, que fazer para que essa luz cruze o abismo e chegue ao coração?
Sua vida é como uma candeeiro no meio da casa. Os que vêm necessitam de sua luz para não tropeçar.
Nos diz o Papa Francisco: “Unicamente o Espírito sabe penetrar nas dobras mais escuras da realidade e ter em conta todas suas nuances, para que emerja com outra luz a novidade do Evangelho” (Gaudete et exsultate 173)

Palavra dos Místicos

Escreve o Beato Maria Eugênio do Menino Jesus:

“O fim de tudo é o amor”. Só a visão cara a cara é mais desejável, mas não é própria da terra. Todo o conhecimento na terra tem, pois, que alimentar o amor e avivar o fogo do amor. Seria vão fixar-se a estes altos conhecimentos e querer utilizá-los por eles mesmos. Isso seria tentar colher com a mão a chama que sobe da fogueira ou a luz que dela se desprende para levá-la e fazê-la propriedade sua. Os santos sentiram o estremecimento que produz a luz que brota do amor, os desejos que mantém e cria, jamais pensaram que pudesse utilizar-se de outra maneira, mas para amar mais”.

(Quero ver a Deus, pág. 1121)

Oração

Ilumina-me, Senhor, com teu Espírito.
Deixe que sinta o fogo de teu amor em meu coração.
Jesus, dilata meu coração para acolher a todos.
Ensina-me a viver, como Maria,
para que algum dia os valores
que predominem em mim
sejam os do Evangelho.
CIPE

Tradução livre do App Evangelio Orado oferecido por Carmelitas Descalços Província Ibérica

 

 

Tradução e montagem: Ciça de São João da Cruz, OCDS

Referência:
• – Imagens disponíveis na WEB

Post a Comment